Boborleta Pousando na FlorCom os problemas existentes na Amazônia, foi necessário a criação de diversos órgãos, ONG's e fundações que atuam na luta pela manutenção e preservação do bioma e das populações nativas do local.

Veja abaixo algumas instituições que lutam pela defesa da Amazônia:

Greenpeace

Organização não-governamental que atua em todo o mundo, defendendo os interesses ambientais, incitando a busca dos direitos humanos de forma que as pessoas possam tomar novas posturas diante das questões ambientais.

O Greenpeace está presente em todos os continentes, em 43 países. O Greenpeace no Brasil, teve sua primeira ação em 26 de abril de 1992, aniversário do desastre nuclear que ocorreu em Chernobyl. Diante da Usina Nuclear Angra 1, no Rio de Janeiro, eles fixaram 800 cruzes no pátio da usina, de acordo com o número de mortes ocorridas no acidente. Sobre a Amazônia, esta organização promove diversos relatórios que denunciavam o abuso de empresas com relação aos recursos da Floresta, dentre eles temos “Comendo a Amazônia”.

Imazon - Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia

Instituto de pesquisa, criado em 1990, com sede em Belém, Pará. Tem por objetivo estimular o desenvolvimento sustentável na Amazônia através de estudos, auxiliar na criação de políticas públicas, difundir informações através de revistas científicas nacionais e internacionais, formar pesquisadores que entendam e solucionem os problemas existentes na Amazônia.

SOS Amazônia

Essa associação foi criada em 1980, no Acre, com o intuito de defender a Floresta Amazônica, incentivando assim as populações locais a cuidarem do seu ambiente para obter mais qualidade de vida.

Amazonlink

Website fundado em 2001, com sede em Rio Branco (Acre). O objetivo dessa organização sem fins lucrativos é oferecer informações atuais sobre a Amazônia para sua preservação e para melhores condições de vida da população.

Fundação Vitória Amazônia

É uma entidade socioambiental, fundada em 1990 que visa a conservação da biodiversidade existente na Amazônia, através de projetos, estudos e práticas sustentáveis que auxiliam no desenvolvimento humano na bacia do Rio Negro. Um exemplo é o projeto Geopolítica da conservação II, que visa proteger áreas no baixo e médio Rio Negro.

INPRA – Instituto Internacional de Pesquisa e Responsabilidade Socioambiental Chico Mendes

Instituto sem fins lucrativos, mantêm sedes no Paraná e no estado de São Paulo. Ele recebeu o nome de Francisco Alves Mendes Filho (Chico Mendes), seringueiro desde criança, assassinado por defender trabalhadores e populações locais. Essa organização tem o intuito de promover ações que ajudem na preservação, conservação ambiental, promoção humana, inclusão da sociedade através de empregos, técnicas, eventos, pesquisas e projetos.

IPAM – Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia

Órgão de pesquisa que promove programas que conscientizem o uso dos recursos da Floresta Amazônica. Criado em 1995, em Belém, o IPAM surgiu inicialmente com o intuito de estimular a ciência e o ativismo ambiental na Amazônia para a incitação de movimentos que pudessem incluir a participação das populações do local.

WWF – Brasil

Organização Nacional, não-governamental com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável. Criada em 1996, com sede em Brasília, desenvolve projetos em todo o país e integra a maior rede de trabalhos com o foco em conservação ambiental.

Organizações indígenas da Amazônia

FUNAI – Fundação Nacional do Índio

É um órgão do Governo Federal Brasileiro, criado em 1967 para substituir o Serviço de Proteção ao Índio. Ele procura trabalhar com políticas que asseguram a educação, as terras e os interesses dos indígenas, a fim de denunciar e fiscalizar aqueles que colocam em risco a vida e os costumes desses povos.

CCPY - Comissão Pró-Yanomami

Fundada em 1978, em Brasília, é uma organização não governamental sem fins lucrativos que defende os Yanonami. Seu principal objetivo era lutar pela demarcação das terras para estes povos, direito conquistado em 1991. Os dois principais focos da organização são a saúde e a educação. Com isso foram criadas várias entidades para dar assistência a população indígena.